Novela - Marina! Capitulo 3 - Amor e Saudade

Novela - Marina! Capitulo 3

Escrito por Diana Polizzo | 990
Novela - Marina! Capitulo 3




Nunca, na minha vida inteira, um garoto havia sorrido para mim. E o garoto que eu amava. Aquele sorriso largo, sincero, espontâneo. Queria aquele sorriso só para mim.


Passei o final de semana lembrando da sensação de tocar a mão de Bruno. E de ter aquele sorriso, mesmo que por alguns segundos. “Tranquilo!” – Ele disse. E eu estava mais que tranquila. Estava em transe.


O meu Éden ficou muito mais vivo do que nunca. Meus pés, enroscados nos lençóis da cama, tocavam às nuvens. Mamãe me chamava o tempo inteiro. E eu não me importava. Dormi, às dez horas de um ensolarado domingo, e sonhei com ele. Estávamos juntos, e nos comportávamos como um casal. Podia sentir o gosto de sua língua percorrendo minha boca, os lábios úmidos, vermelhos e quentes. Senti um gostoso calor pelo corpo.


À tardinha, depois de almoçar, toda a sensação de transe deu lugar a uma estranha ansiedade. Por que ele havia sorrido para mim? Será que sorria para todas? Será que ele me conhecia mais do que eu imaginava? Será que era solteiro e estava querendo me conhecer melhor?


Saltei da cama, em um pulo, e liguei o computador, que justamente no pior (ou melhor) momento, carregava com uma lentidão odiosa. Cliquei no ícone do modem e conectei à internet. Abri o navegador e entrei na página do Google. Digitei Bruno... Cavalgante, Camargo, Camacho... Muitos anos se passaram desde a época do ensino fundamental. Na chamada, a professora dizia Bruno... Camacho! Lembrei!


Surgiram milhões de resultados... Cliquei um por um. Nenhum foi relevante.


Comentários