Novela - Marina! Capitulo 16 - Amor e Saudade

Novela - Marina! Capitulo 16

Escrito por Diana Polizzo | 1036
Novela - Marina! Capitulo 16

CAPÍTULO 16

Cheguei em casa tarde por conta do engarrafamento. Tomei um banho bem rápido e nem comi. Mamãe, sentada no sofá, assistia sua novela. Não havia nem mesmo preparado o jantar. Arrumei a cama, deitei e dormi. Sabia que Bruno estava online a espera de Marina, mas não estava à fim de realizar esse “encontro virtual”. Dormi profundamente e acordei às quatro da madrugada.
Liguei o computador e conectei-me à internet. Subitamente, me deu uma vontade de saber como Bruno passou o dia. Ele não estava online. Busquei por outros assuntos, já que estava sem sono. Quando faltaram alguns minutos para me arrumar para o trabalho, Bruno surgiu na caixa de mensagens.
- Bom dia, Marina!

Fiquei feliz. Bruno não me esquecera.
- Liga a cam, quero te fazer uma surpresa!
- Ligar a cam? Não! Acabei de acordar...
- E daí? Você deve ficar muito mais bonita despenteada e com cara de sono!
Senti uma grande sensação de raiva. Queria desligar o computador e deixar Bruno falando sozinho. Mas poderia pôr todo o plano por água a baixo.
- Ah, Bruno... Assim eu fico sem graça! – Tentei fazer corpo mole. Eu quero aparecer arrumada para você, e não com a cara cheia de remelas...
Mesmo assim, recebi uma chamada de vídeo. A tela carregou por alguns minutos. Bruno surgiu, sem camisa, com cara de sono, segurando um violão. Achei a cena engraçada e tive vontade de rir.

Marina, morena
Marina, você se pintou
Marina, você faça tudo
Mas faça um favor (...)

Ele cantava e tocava para mim, suavemente. A voz não era as das melhores; mesmo assim, senti um arrepio por todo o corpo.

(...) Não pinte esse rosto que eu gosto
Que eu gosto e que é só meu
Marina, você já é bonita
Com o que deus lhe deu

Puxei os fios do computador com toda força, e o aparelho desligou. Deitei na cama e chorei.

Comentários