Novela - Marina! Capitulo 15 - Amor e Saudade

Novela - Marina! Capitulo 15

Escrito por Diana Polizzo | 980
Novela - Marina! Capitulo 15

CAPÍTULO 15

Bruno me mostrou seu lado sensível e humano. Há muito tempo não havia tido a oportunidade de conhecer as pessoas à fundo. Eu tinha a nítida impressão que o mundo era feito de indivíduos materialistas, preconceituosos e interesseiros; Ou talvez eu estivesse em um nível de autossatisfação tão inferior que, não conseguia enxergar nada além disso. O fato é que Bruno se mostrava sensível à uma garota que, não correspondia à mim. Será que ele me trataria da mesma forma se soubesse que não sou a garota da webcam?
Ao longo do dia, fui tomada por um carrossel de emoções. Ora me sentia entusiasmada com a proximidade com Bruno; Ora sentia raiva e uma profunda tristeza. Precisava ter a consciência que Marina não existia. E que as palavras dirigidas à ela não eram para mim. No final da história, não haveria final feliz: Apenas uma grande frustração, e eu devia estar muito bem preparada para isso. Sabia que a queda ia ser grande, muito grande, pela profundidade do envolvimento. E teria que suportar as dores das lesões.
Continuamos nossas conversas durante a semana. Bruno estava online durante a noite e, por conta disso, passávamos toda a madrugada trocando mensagem. Ele sabia até a hora em que eu saía do trabalho. Algumas vezes conversávamos durante o dia, no horário do meu almoço. Ele já não exigia que eu ligasse a webcam. Por isso me tranquilizei um pouco. Também me tranquilizava o fato dele estar desempregado. Bruno não me chamaria para sair, já que não tinha dinheiro. Sei que, segundo a lógica masculina, um homem jamais deve deixar uma mulher pagar a conta sozinha.
Nós conversávamos sobre tudo: Sobre o cotidiano, sobre futebol, novelas, família. Grande parte do que eu dizia sobre minha pessoa era verídico. Desta forma, Marina ia se tornando uma versão mais atraente de mim mesma. Ele me dava conselhos – muitos generalistas, mas eu gostava. Sentia que Bruno estava sendo verdadeiro em suas palavras.

Comentários