Longe de casa longe dos pais! Capitulo 28 - Amor e Saudade

Longe de casa longe dos pais! Capitulo 28

Escrito por Diana Polizzo | 707
Longe de casa longe dos pais! Capitulo 28


Alê passou o dia inteiro fora. Levantei da cama, arrumei a casa e assisti um pouco de televisão. À tarde, começou a chover. No quarto, pensei em tudo que tinha acontecido até então.
Às 16h, ela estava de volta. Com um casaco de moletom e guarda-chuva em punho, chegou entusiasmada. Foi até o quarto, me contando as boas novas.
- Clara, conversei com um amigo meu! A professora dele também é atriz, e faz parte de uma companhia de teatro... Eles estão buscando novos atores...! Ele me deu os contatos dela e ...
- Alê... Eu vou voltar para São Paulo!
Alê ficou pálida. Em choque, não esboçou qualquer reação.
- Eu pensei em tudo que você disse hoje de manhã para mim... Percebi que sou uma garota imatura, percebi o quanto meus pais fizeram por mim e, por egoísmo e infantilidade, me recusei a perceber. Fiquei entusiasmada com a possibilidade de viver uma vida “sem regras”... Mas vejo que, quando a gente ama, a gente faz de tudo para proteger... Já é hora de voltar para minha casa. Ainda tenho muito a aprender!
Ela continuou em silêncio. Parecia perplexa.
- Bem... Quanto a você e o Júnior... – sentia-me receosa em tocar no assunto. – Vejo que vocês se amam e, não acho justo interferir no amor de vocês. O Júnior é um cara muito bacana, e qualquer garota daria tudo para...
Alê abriu a porta do quarto e saiu.

_____
Liguei para meus pais. Disse a eles que estava voltando para casa. Papai me mandou o dinheiro da passagem e, no mesmo dia, fui até o guichê da companhia aérea. O vôo estava marcado para nove de julho, às onze horas da manhã.

Comentários