Os Animais e a Peste - Amor e Saudade

Os Animais e a Peste

Escrito por As Fábulas de Esopo | 1868
Os Animais e a Peste


A situação era desesperadora. Surgiu uma peste que estava matando todos os animais da floresta. Para encontrar uma solução eles resolveram fazer uma assembleia extraordinária.
O primeiro a falar foi o rei leão que disse: - Os deuses estão revoltados conosco. Um de nós deverá ser sacrificado para aplacar sua ira. Como sou o mais forte e já fiz muitas vítimas para me alimentar, me ofereço para morrer por todos.
A plateia protestou:
- Nada disso. Vossa majestade não deve morrer por nós.
- Então morro eu - disse o tigre-, que também já matei tantos animais quanto há estrelas no céu.
- Não - protestou a plateia -, um tigre tão valente como o senhor não pode morrer por nós.
Diante disso o urso também se ofereceu: - Já vivi bastante, sou o mais velho de todos e não farei falta a ninguém.
- Jamais permitiremos isso! Um urso com sua idade e sua força não pode morrer por nós.
Foi então que um burro que estava no canto da sala pediu a palavra: Acho que quem deve morrer por vocês sou eu que comi a couve do quintal do padre.
E a plateia bradou a uma só voz: - Perfeitamente! é você que deve morrer.
Dessa forma o burro morreu por todos para acalmar os ânimos dos deuses e trazer de volta a tranquilidade para os habitantes da floresta.

_____________________________________________________________________________________
Moral da história: Aos poderosos tudo se desculpa, aos miseráveis nada se perdoa.

Comentários