Rasgue as minhas cartas - Amor e Saudade

Rasgue as minhas cartas

Escrito por Adriano Villa | 1503
Rasgue as minhas cartas

Rasgue minhas cartas
Pois não existe razão
Para guardar palavras
que não fazem mais sentidos
Rasgue também nossas memórias
Para que não relembre
Quando estiver com outro alguém
Chegamos ao final de nossa partida
Você estava no campo errado
Quando poderíamos ter virado o jogo
mas talvez, não fosse exatamente
o que verdadeiramente queria
Nem todo mundo gosta do azul
Fazer o quê...
rasgue as minhas cartas
Esqueça minhas palavras
Deixe-me quieto no meu lugar
Na galeria de seu passado
Como um quadro que vai se empoeirando
Até perder a distinção
Deixe-me mergulhar
no poço do esquecimento
Rasgue minhas cartas
Esqueça meu telefone
Agora já não adianta
Chegamos em um ponto
que não podemos retornar
talvez seja melhor assim
Tanto para você, quanto para mim
Vivemos o começo e agora é a vez do fim
E, faça um favor
Rasgue todas minhas cartas
Pois nelas jurei o meu amor
Devotei todo meu carinho
e no final, você sumiu de nosso caminho
sem qualquer explicação e
agora é tarde, para uma nova encenação
Você não pode se aventurar no mundo
E depois voltar como se não quer nada
A vida não é do jeito que você acha que é
ainda mais quando existe outra vida...

Comentários