Quem dera poder lhe arrancar do coração - Amor e Saudade

Quem dera poder lhe arrancar do coração

Escrito por Adriano Villa | 3141
Quem dera poder lhe arrancar do coração

Quem dera poder lhe arrancar do meu coração
Assim não ficaria aqui sentado olhando em volta
Procurando na mente por alguma recordação
E imaginando você entrando por esta porta.

Mas o que tenho além da imaginação
De sonhos que se formam na complexa imensidão?
E este silêncio que me envolve
E me devolve nos braços da frustração.

Eu procuro meu sorriso no reflexo distorcido
E tudo que avisto nada mais é do que um olhar obscurecido
Onde acabei me perdendo afinal de contas
Não sei, mas vou deixar minhas malas prontas.

Para sair caminhando por ai sem destino
Despertando em cada manhã em um novo porto
E adormecendo sob o grande lençol de estrelas
E continuando a caminhar sem nenhum gosto.

Mas, vou continuar pela estrada, até o dia nascer
Não vou chorar, vou tentar me conter
Olhar ao redor, abrir os olhos para ver
Que a vida continua e para ela eu vou correr.

Se eu não posso ter lábios para beijar
Terei o vento para meu corpo aliviar
Se eu não posso ter alguém para abraçar
Terei o sol para meu corpo esquentar...

E assim vou continuar meus dias ao contemplo
Tentando observar as nuvens que se formam
Descrever todos os sentimentos
Pois nada mais sou que um pintor...

Que utiliza palavras no lugar de cores
Que sente no mundo todos seus odores
Mas que não se pode sentir nos lábios
Todos os sabores de seus amores.

Eu vou erguer minha cabeça após um suspiro
Forçar um sorriso em meus lábios
Para ocultar minha alma silenciosa
E imaginar que tudo é uma pedra preciosa.

Ocultada dentro das montanhas interiores
Não vou mais procurar por minerais
Vou me tornar um andarilho sem destino
E vasculhar meus próprios inferiores.

Este pode ser o início de um novo fim
A dor nada mais é que uma forma de continuar
E eu vou seguir em frente
Para ver onde toda esta história vai terminar...

Meus lábios podem estar secos
Meu corpo pode estar frio
Mas não permitirei que viva no vácuo
De um instante no vazio.

Enviado por: Adriano Villa

Comentários