O amor que nunca soube dar - Amor e Saudade

O amor que nunca soube dar

Escrito por Adriano Villa | 1077
O amor que nunca soube dar

Andei e tentei me encontrar
Durante muito tempo foi
Tudo que aprendi a fazer
Sem nada melhor para olhar
Fui caminhando sem
quase nenhuma vontade de andar
As pessoas simplesmente pareciam
Seguir suas vidas sem nada importar
Quantos olhares de perto contemplei...
Quantas almas rasas eu toquei...
Quantas vezes me senti culpado
Pelos momentos que errei...
Achei que não poderia ser ninguém
Além de mim mesmo ao estar errado
Normalmente quando todos parecem
Seguir na mesma direção
Agora eu compreendo que por anos
Vivi aprendendo conforme a desilusão
Para chegar em determinado momento
Sabendo como entregar meu coração
E agora lhe entrego, a quase perfeição
De meu amor, guarde com carinho
Minha maior forma de expressão
Sentimentos tão perfeitos
Que aprendi a entregar
Depois que cruzei com seu olhar.

Comentários